Entrada CERTO edited.png
 

Comunidade Terramã
Porto Alegre, RS

CENTRO DE PARTO HUMANIZADO TERRAMÃ

Este projeto surgiu sob a demanda de um espaço voltado aos estudos e formação sobre o parto humanizado, a ser localizado na zona sul de Porto Alegre/RS.

A busca por materiais que celebrem a vida é compatível com sua finalidade, por isso, exploramos a intensa utilização de madeira e terra na edificação.

O conceito desta arquitetura permeia o núcleo gerador de vida, presente no feminino, por isso foram proporcionadas diferentes experiências às/aos usuárixs do lugar, como estreitamento, amplitude, acolhimento e conexão.

O edifício tem capacidade de abrigar 100 pessoas e possui cerca de 300m², divididos em 2 níveis. As técnicas de bioconstrução incluem o uso de hiperadobe e utilização de madeira. A estrutura será finalizada com uma cobertura de vigas recíprocas em madeira roliça.

A origem. O acolhimento. A permissão.
A perfeita natureza fez do corpo da fêmea um exemplo de comunhão. O trajeto inicia com a presença do fogo e segue por uma experiência intralabial, sugerindo uma continuação que remete às origens. A entrada comemora com os traços da volumetria, o momento da penetração. As portas abertas a quem penetra recebem através do canal de acesso e induzem à integração. O recebimento, os encontros e o acolhimento acontecem no salão uterino. A base, erguida com terra, nos convida a considerar o espaço selvagem e as possibilidades de conexão. Ali também é o lugar de tomar direcionamentos. A experiência do caminho pela rampa, nos regala tempo e maior amplitude de percepção. Seguindo através das tubas, chegamos ao local de formação. As atividades, tanto de inteiração quanto de interiorização, acontecem no salão ovário. Lugar em que o ser se permite receber e crescer. O estreitamento do caminho propicia uma experiência de solitude para o acesso a um espaço destinado à autocriação. A visão, no alto do salão, se abre para o infinito. E o círculo formado se fortalece a fim de preservar a inspiração. Todo o caminho contrário, acontece após a maturação. O movimento de saída é compreendido como a finalização de um ciclo. E nos remete a uma nova experiência de concepção.